Menu

Anunciado Nintendo Switch – O novo Vídeo Game da Nintendo

Quinta-feira, dia 20 de Outubro tivemos a revelação do novo vídeo game da Nintendo, que até então era chamado de Nintendo NX. O Trailer que foi ao ar nos principais canais da Nintendo, mais notoriamente no canal do You tube Nintendo of America ao meio dia, nos deu um gostinho do que vai ser o mais novo Nintendo Switch em um trailer contendo um pouco mais de 3 minutos.

Como já era de se esperar, a Nintendo mais uma vez aposta em inovar o mercado, ao invés de se manter no tradicional console grande e potente de Hardware gráfico conectado a televisões utilizando um controle convencional como suas concorrentes continuam a fazer. O que a Nintendo decidiu realizar com o Switch foi misturar o que ela sabe fazer de melhor: Video Games Portáteis (na qual ela já domina o mercado em relação a seus concorrentes) e controle inovador.

nintendo_switch_1

No Wii U podíamos alterar da TV para o controle. O Nintendo Switch pretende ir mais além: ir da televisão para um portátil

Após o Nintendo 64 e o GameCube terem sido os últimos Vídeo games a seguirem um modelo na qual a Sony e a Microsoft seguem até hoje, a Nintendo, a partir do Wii, tentou inovar o mercado de diversas maneiras. Com o sucesso dos controles inovadores e acessíveis a toda família, o Wii foi campeão de vendas durante muitos anos consecutivos, e com o Wii U, apesar de pouca vida após o anúncio do NX (Switch), também trouxe uma maneira nova de jogar, com um controle inovador graças a seu formato “Tablet”.
Desta vez a Nintendo pretende ir mais além, misturando o hardware de um console com a praticidade de um portátil. O jogador pode conectar a TV ou jogar no próprio console como já havia acontecido no Wii U (no controle), no entanto, O Nintendo Switch pode se desmontar facilmente, se tornando portátil, com uma tela maior do que estamos habituados nos portáteis já lançados no mercado.

Também há a possibilidade de remover os controles do Vídeo Game, deixar a tela pequena posicionada em algum lugar e jogar. O controle inclusive se divide em dois, dando a possibilidade de partidas multiplayer prático e fácil. Com dois Nintendo Switch ainda é possível aumentar a quantidade para quatro jogadores em duas telas.

nintendo_switch_2

Jogar onde quiser, de onde estiver e com quem quiser. Uma das premissas do Nintendo Switch

Mas não é somente isso. Ao que tudo indica, a Nintendo pretende corrigir um abismo que sempre houve entre a companhia e as empresas Third Parties para poder oferecer franquias de outras empresas para o seu futuro console.

Third Parties trabalharam para a Nintendo no passado, no entanto, sempre em menor escala em relação a Microsoft e a Sony. A Ubisoft, famosa empresa Européia, conseguiu aproveitar os últimos consoles da empresa com títulos como Just Dance, Raving Rabbids e Red Steel 2 no Wii. A Ubi foi uma das empresas que mais explorou a plataforma. O mesmo ocorreu com a Grasshopper do famoso Suda Goichi (51), com No More Heroes 1 e 2 e diversos títulos nos portáteis do Nintendo DS e 3DS. Sega, Square Enix, Platium Games, Code Masters e Koei Tecmo também exploraram a plataforma no passado e a Team Ninja (responsável pela série de jogos do Ninja Gaiden e Dead or Alive) produziu um jogo da série Metroid (Other M) em parceria com a Nintendo.

nintendo_switch_3

Além de portátil, o controle pode se desvincular do vídeo game e se dividir em dois, para jogar games multiplayer

Confira a baixo a lista com as principais desenvolvedoras que vão trabalhar em aliança com a gigante nipônica:

  • Activision
  • Arc System Works (responsável pela série de games de luta Guilty Gear e Blaz Blue)
  • Atlus (Persona entre diversos jogos importados do Japão)
  • Bandai Nanco
  • Bethesda (Skyrim, The Evil Within)
  • Capcom (Street Fighter, Mega Man, Resident Evil)
  • Codemasters (TOCA)
  • Electronic Arts
  • Epic Games
  • FromSoftware (Dark Souls, King’s Field)
  • Grasshopper (No More Heroes, Shadows of the Damned, Killer 7)
  • Koei Tecmo (Ninja Gaiden, Warriors Series)
  • Konami (PES, Castlevania)
  • Platinum Games (Mad World, Bayonetta)
  • SEGA (Sonic, Shenmue)
  • Square Enix (Final Fantasy, Dragon Quest)
  • Take-Two Interactive
  • Telltale Games (Wolf Among Us, The Walking Dead)
  • Ubisoft (Prince of Persia, Assassin’s Creed)
  • Warner Bros. Interactive Entertainment (F.E.A.R)
nintendo_switch_5

O encanador mais querido de todos os tempos está para retornar

O Nintendo Swicth também irá trabalhar com tecnologias mais acessíveis e de fácil desenvolvimento, com o propósito de manter as empresas Third Parties junto da companhia. Uma das grandes dificuldades nas plataformas da Nintendo é que apenas ela mesmo parece conseguir produzir jogos de qualidade para suas plataformas. As empresas sempre reclamaram da dificuldade, apesar do forte suporte, em desenvolver jogos nas plataformas da Nintendo.

Algumas tecnologias com a qual o Nintendo Switch irá trabalhar:

  • Audiokinetic Inc.
  • Autodesk, Inc.
  • CRI Middleware Co., Ltd.
  • DeNA Co., Ltd.
  • Havok
  • RAD Game Tools, Inc.
  • Unity Technologies, Inc.
  • Web Technology Corp

A Nintendo também apresentou indícios neste trailer de patrocinar campeonatos com jogos exclusivos da empresa. Apesar de Splatoon já ter campeonatos, nada gigantescos como os famosos League of Lengends, CS, etc… a empresa parece estar preocupada com o mercado de e-sports. Splatoon, sendo um jogo exclusivo da companhia, seria uma ótima adição aos e-sports e a plataforma da Nintendo, porém a companhia parece estar anos luz ainda de realizar campeonatos grandes, como vemos nos jogs de PC.

nintendo_switch_4

Apesar de não ser o forte da Nintendo, a empresa já provou ter potencial para E-Sports, como Splatoon já demonstrou no Wii U.

O que esperar do Nintendo Switch? É cedo ainda para dizer. Precisamos aguardar as especificações técnicas do hardware e também seu preço que devem surgir antes de seu lançamento, agendado para março de 2017. Os jogos de PS4 e Xbox One ainda são poucos e seguem a mesma fórmula por que são muito caros para produzir e o risco de inovar é muito grande para caso não venda. Talvez o Switch seja uma maneira diferente das empresas tentarem inovar e conseguirem se manter no mercado ao mesmo tempo.

Assista o vídeo do anúncio da plataforma Nintendo Switch a baixo:

Vinicius Tarouco
Redator e Analista SEO. Jornalista por paixão e aficionado por tecnologia, livros e jogos eletrônicos.

7 comments

  1. CarlosSilva disse:

    olá tudo bem! gostei muito do site, parabéns pela qualidade do material.

  2. felipe disse:

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

  3. renata disse:

    informações muito bem escritas, site bem legal, obrigada!

  4. eduardo disse:

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

Deixe uma resposta